Metrô de SP - A35 a despedida de um guerreiro

Na noite desta quarta-feira 31 o Metrô de SP realizou um pequeno evento aberto ao público e a mídia marcando a despedida oficial do trem A35 que faz parte da frota pioneira da companhia.

A35 na linha 1- Azul - Foto: Rede Noticiando

O encontro foi marcado por um grande número de entusiastas fãs da frota pioneira, que marcaram presença fotografando e gravando vídeos como forma de despedida do velho guerreiro que irá passar  por uma profunda reforma para receber os mais avançados itens que estavam disponíveis no mercado como ar condicionado, sistema de vigilância no salão de passageiros, painéis de informação ao usuário, entre outros itens atendendo aos novos padrões das frotas mais novas da Companhia do Metropolitano de São Paulo – Metrô.


Em uma viagem de despedida entre Paraíso e Jabaquara, um misto de emoção e boas risadas eram vistos no carro 1 do A35 que foi especialmente reservado para todos os presentes no evento do adeus ao trem que fez parte da frota pioneira do Metrô de SP. O trem que atuou por 4 décadas da seu adeus aos trilhos de SP, partindo para uma grande modernização e em breve voltará todo repaginado com uma nova identidade visual e novos componentes tecnológicos.


Entusiastas, blogueiros, jornalistas e metroviários reunidos - Foto de Suely Sanches

Uma curiosidade é  que em seus últimos capítulos, essa frota foi despertando muitos debates e discussões sobre a preservação da última unidade para que a memória do primeiro trem de metrô do país não fique apenas em mídia digital, o que não irá acontecer. O trem A35 irá pra modernização, deixando assim apenas na memória e em mídias sociais e fotográficas a sua história.



Suely Sanches e Igor Roberto (criador do Rede Noticiando)

Marco do evento

Instantes antes do trem adentrar a plataforma da estação Paraíso na linha 1- Azul (Tucuruvi - Jabaquara) o sistema de som da estação anunciava: - Próximo trem a dar entrada na plataforma faria sua última viagem e era o trem que fez parte da primeira frota de trens do Metrô de SP. E ao chegar na estação de Jabaquara, o operador de trem que comandava o equipamento bastante emocionado dizia: - Um marco para a história do Metrô de SP, a despedida do frota A, o primeiro trem da história do Metrô de SP, agradecendo a todos os presentes e contribuindo para que o evento fechasse com chave de ouro. 

Frota A (história)

Fabricados entre os anos de 1972 e 1976, na fábrica da Mafersa, localizada na Lapa, sob licença da The Budd Company, são inspirados em modelos de trens norte-americanos.

Em 1972 começaram a fazer seus primeiros testes no metrô de São Paulo, inicialmente entre o pátio da estação Jabaquara e a estação Saúde, com a Linha 1-Azul (à época, denominada linha Norte-Sul) ainda em obras. Em 1974, as composições entraram em serviço na mesma, entre as estações Jabaquara e Vila Mariana, no dia 14 de setembro de 1974. no ano seguinte a linha seria estendida até a estação Santana.

Com a crescente demanda da linha Norte-Sul, até então a época a única linha metropolitana de São Paulo, a necessidade de trens foi aumentando, sendo que os 33 trens não suportavam a demanda. Com isso, houve a encomenda de mais 18 trens, fabricados entre 1974 e 1976, qas diferenças são mínimas. O design interno e externo é o mesmo, Esta frota iniciou seus serviços, no entanto na Linha 3-Vermelha (a época Leste-Oeste), que até então não tinha ainda frota própria, sendo repassada posteriormente a linha Norte-Sul.

Em 2009, iniciou-se o projeto de modernização desta frota, cujo todos os 51 trens serão modernizados por dois consórcios, sendo eles: Modertrem (Alstom e Siemens) que modernizarão trens da numeração A01 até A25, e BTT (Bombardier, Tejofran e Temoinsa) que modernizarão trens da numeração A26 até A51.


A despedida do A35 - Foto Suely Sanches

Agradecimentos


A equipe do Rede Noticiando disposta de seu mentor e seus colaboradores agradece a Companhia do Metropolitano de São Paulo por tal evento, contribuindo para a memória metroferroviária, estreitando laços dando a oportunidade de entusiastas se despedirem desse trem pioneiro e pelo espaço dado aos blogueiros para que pudessem levar ao seu público todas as informações necessárias sobre o trem e sua modernização. Em especial a equipe de mídias sociais, marketing e operação que realizaram um trabalho impecável mostrando organização e comprometimento com seus convidados.

As informações são de Igor Roberto e Rodrigo Thauam - Rede Noticiando


2 Comentarios "Metrô de SP - A35 a despedida de um guerreiro"

  1. Mas mesmo depois disso, ele continua circulando normalmente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Adriano, fomos informados pelo Metrô de SP que ele poderia rodar hoje caso tivesse necessidade operacional.

      Excluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial