PM suspeito de estuprar passageira em trem é expulso da corporação

Secretaria disse que policial já entregou o fardamento

Exatamente um ano depois de ter sido preso em flagrante por suspeita de estuprar uma passageira em um trem da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), o Diário Oficial do Estado da última sexta-feira (15) publicou a expulsão do policial militar.
Evelson de Freitas/30.06.2011/Estadão Conteúdo
O soldado é do Regimento de Polícia Montada, a cavalaria da PM. 

A publicação diz que o PM foi expulso por cometer “atos atentatórios à Instituição, ao Estado aos direitos humanos fundamentais e desonrosos, consubstanciando transgressão disciplinar de natureza grave”, baseado no Regulamento Disciplinar da Polícia Militar.

O caso foi apurado pelo Conselho de Disciplina do Regimento de Polícia Montada, já que o soldado atuava no batalhão da cavalaria da PM. Além disso, há um processo em segredo de Justiça contra o policial militar por causa dessa ocorrência.

Segundo a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo), o policial militar "já devolveu os fardamentos, armamento e documentos pertencentes à corporação e responderá pelo crime de estupro na Justiça comum".


O caso

Por volta das 19h30 do dia 15 de dezembro do ano passado, o PM foi preso suspeito de estuprar de uma jovem de 23 anos, na estação São Miguel (zona leste de São Paulo), Linha 12-Safira, da CPTM.

Na ocasião, a Polícia Civil apurou que o PM chegou a ejacular na calça da mulher. Segundo à vítima, quando percebeu que estava sendo “encoxada” e olhou para trás e viu o homem com o pênis para fora da calça.

O caso foi registrado no 63º DP (Vila Jacuí), e o policial militar foi autuado em flagrante por estupro e encaminhado ao Presídio Militar Romão Gomes.


Outro lado

A reportagem também procurou o advogado Fábio Cunha Galves, citado na publicação do Diário Oficial. O telefone informado pelo advogado na OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) não atendeu às ligações. Já o escritório do qual ele é sócio, o Lacava & Maiolino Advogados Associados, disse que Fábio está de férias e os advogados não falam com a imprensa.

As informações são do R7

0 Comentario "PM suspeito de estuprar passageira em trem é expulso da corporação"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial