Linha 9-Esmeralda irá até Varginha e deve atender 120 mil novos usuários

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Obra de extensão de empreendimento da CPTM, na zona sul de SP, recebeu recursos federais pela primeira vez e ganhará duas novas estações.

O Governo do Estado e o Ministério das Cidades autorizaram, nesta quinta-feira (19), a execução de dois contratos para as obras de extensão da Linha 9-Esmeralda, da CPTM, que vai ser ampliada para seguir de Grajaú a Varginha e ganhará duas novas estações.

A medida permite a liberação dos recursos do PAC da Mobilidade para o empreendimento da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos. A assinatura foi feita pelo governador Geraldo Alckmin e pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo, em reunião no Palácio dos Bandeirantes.

“A obra atenderá uma área importante da zona sul da capital paulista. Os usuários que moram próximo a Varginha não precisarão mais pegar ônibus para acessar a Linha 9-Esmeralda”, explica o secretário dos Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni. “É o primeiro lote de recursos do Governo Federal na área, para a capital paulista, em vários anos, com investimentos que beneficiarão 120 mil pessoas”, acrescenta o secretário.

Obras

Os serviços englobam a implantação de sinalização das vias e do Sistema de Integração ao Centro de Controle Operacional do trecho de 4,5 km em construção, com o investimento total de R$ 91,8 milhões.

O valor total previsto para a obra de extensão da Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú) é da ordem de R$ 790 milhões, dos quais R$ 500 milhões foram comprometidos pelo Governo Federal, verba que agora começa a ser liberada por meio do PAC da Mobilidade. Até o momento, a obra foi executada com recursos financeiros do Governo do Estado.

Um dos contratos teve como vencedor o Consórcio Integração (formado pelas empresas Spavias Engenharia e Telar Engenharia e Comércio), com o valor de R$ 49,3 milhões e prazo de 18 meses, mais seis de operação assistida. O segundo acordo foi assinado com a Alstom Brasil, sob a quantia de R$ 42,5 milhões e prazo de doze meses.

A Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú) transporta cerca de 570 mil usuários por dia útil. A ampliação de 4,5 km entre Grajaú e Varginha, e a implantação das duas novas estações, Mendes-Vila Natal e Varginha, beneficiarão os moradores do extremo sul de São Paulo, Grajaú, Estrada dos Mendes, Varginha, Vila Natal, Jardim Icaraí, Jardim São Bernardo e Conjunto Residencial Palmares.

Conexões

Atualmente, a Linha 9-Esmeralda tem conexão com a Linha 5-Lilás, do Metrô, na Estação Santo Amaro, com a Linha 4-Amarela, do Metrô, na Estação Pinheiros, e com a Linha 8-Diamante, da CPTM, nas estações Osasco e Presidente Altino. Também há integração com ônibus nas estações Grajaú, Jurubatuba, Santo Amaro, Morumbi, Berrini, Pinheiros e Osasco.



A participação do Ministério das Cidades no projeto é resultado do Pacto da Mobilidade, criado por meio da Portaria nº 223, de 24 de abril de 2014. O objetivo do programa é permitir acessibilidade e mobilidade para os moradores da região sul da capital paulista, além de facilitar o acesso a todos os centros de serviços da metrópole.

As informações são do Governo do Estado de São Paulo

0 Comentario "Linha 9-Esmeralda irá até Varginha e deve atender 120 mil novos usuários"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial