Mulher acusa seguranças da CPTM de agressão

Foto: Reprodução/Internet
De acordo com a senhora, ela saiu atrasada de casa para o trabalho e pegou o cartão de transporte dela e do marido, pois estariam juntos. Quando se dirigia em direção às catracas, percebeu que o trem estava chegando, o que fez com que rapidamente pegasse o cartão de seu marido por acidente, que é idoso. Ao passar o cartão, uma segurança pediu pela identificação, que foi negado pela senhora, foi onde a confusão começou.

A usuária da CPTM afirmou que os seguranças da estação a cercaram e seguraram com força, ocasionando uma luxação em um dos seus braços, comprovada posteriormente por laudo médico. “A todo tempo, eles me seguravam e faziam pressão psicológica em cima de mim, eu falei que passei o cartão errado e que eu passaria o outro, até porque é a empresa que paga minha passagem, mas não me ouviam e falaram que eu ia ser presa, que iam me levar pra cadeia”.

Após ligar para o marido, a mulher concordou em entregar o cartão para apreensão e foi até a Delegacia de Polícia da cidade para elaborar um Boletim de Ocorrência contra o caso.

Por nota, a CPTM informou que repudia qualquer tipo de violência em suas estações e que, se necessário, as imagens serão cedidas à Polícia para ajudar nas investigações. Também informou que deverá deixar para a polícia a responsabilidade de apuração do caso, e que se a Polícia acreditar que houve agressão ou alguma forma de excesso contra a usuária, a empresa tomará as medidas cabíveis.

As informações são do Diário de Ribeirão Pires

0 Comentario "Mulher acusa seguranças da CPTM de agressão"

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial